03/01/2008

Porque os pequenos também vão ao Teatro!

E como os pequenos também vão ao teatro, lá fui eu! Claro que não fui a primeira! A primeira foi a minha “cúmplice” Gilinha! E eu, qe não tinha ido, também quis ir! Então, lá fui! Fui com a minha irmã, que já lá tinha estado e queria continuar, e entrámos na sala dos espelhos. Chegámos atrasadas e, quando pisei o chão daqela sala, fiquei muito nervosa! Vi todos sentados em roda a falar deste grupo: “Improviso”. Não me lembro de como foi esse dia, mas sei qe depois desse me senti encorajada para lá voltar todas as Quartas-feiras, das 16.00h (acho) às 18.00h. Ano de trabalho de corpo (essencialmente), voz e improvisações mas também de algumas vergonhas e novas amizades! Nesse ano não apresentámos peça, mas no ano a seguir...: “Xeque-Mate”, uma peça constituída apenas por raparigas (já a minha irmã tinha saído e eu e a Gilinha permanecíamos as “piqininas”). Fomos à Póvoa de Varzim apresentar a nossa peça pela primeira vez e correu muito bem! No dia 4 de Maio apresentámos de novo mas já em Faro! Fiquei muito contente nesse dia! Os meus amigos e a minha familia foram-me ver e gostaram muito! Apercebi-me (apesar de já me ter apercebida na Póvoa) que gosto muito que batam palmas! xD
O ano passado lá voltei, e vi muita gente nova e muito pouca já minha conhecida ( A Gilinha lá continuava! =D). Já com rapazes, apesar de poucos, o grupo fez novamente muito trabalho de corpo, voz e improvisações. De novo se fizeram novas amizades, mas desta vez já sem tantas vergonhas! “Hotmail.com” foi a peça que se representou, neste novo ano, uma criação colectiva do “Improviso”, tal como a anterior, mas muito diferente da outra. Dirigida, não só, mas principalmente aos jovens, foi muito divertida, viciante e musical. As palmas foram imensas e as críticas positivas!
Adorei pertencer ao “Improviso”, ouvir os gritos da Professora xD, conhecer gente nova que me fez ver e viver a vida de outra forma, das massagens de grupo, de arranjar “namorado” à Sandra juntamente c/ a Gilinha (sim, porque nós juntas somos umas pestes!), de ir à Póvoa, de apresentar as peças, de ouvir as grandes gargalhadas da Carina, de fazer de Alecrim ("não é Alecrim! É AR-LE-QUIM!"), de fazer de Hippie, dos aplausos, de TUDO!!! Tudo me fez crescer e ser a pessoa qe sou hoje! Não foi só o Improviso, mas também contribuiu muito!

Infelizmente, devido ao horário, este ano não pude ir, mas no próximo. . . qem sabe ? ; )

Marta Vaz
Uma das piqininas! =
D

1 comentário:

A Boba disse...

eh eh eh! Os gritos da professora... pelo que sei já não são a mesma coisa, mas ficam na memória de todos! :D